PARTICIPE
Todos os dias, nos deparamos com descobertas e desafios que nunca imaginamos enfrentar. Tudo em uma velocidade incrivelmente acelerada, que parece engolir o tempo. Isso demanda novos saberes e o desenvolvimento de competências que vão nos instrumentalizar para um futuro-presente com novas maneiras de trabalhar, de produzir e, até, de impactar o mundo a nossa volta.

Você é um cidadão do século 21?

Sapientia – Olimpíada do Futuro: Transforme-se!

FASES

/

INSCRIÇÕES

23 de Abril a 12 de Junho

FASE 1

/ 8 de Junho até 14 de Junho

Prova com 30 questões no formato
múltipla escolha, realizada no
app ou no navegador.

FASE 2

/ 22 de Junho até 23 de Junho

Prova com 1 questão discursiva,
baseada em um dos 17 ODS, realizada
exclusivamente no navegador.

CLASSIFICADOS

FASE 3

Mais informações após término da 2º fase

Projetos reais e práticos sobre algo que
te inquieta, com foco em um dos 17 ODS
para implementação na comunidade
e/ou contexto escolhidos.

QUEM PODE PARTICIPAR

Qualquer pessoa pode participar da primeira fase do evento. Teremos duas categorias:

REGULAR

Alunos do ensino fundamental II e do ensino médio, incluindo alunos do 4º ano de cursos técnicos e escolas estrangeiras. Formandos de 2018 também são elegíveis.

ABERTA

Pessoas que não estejam cursando o fundamental II e o ensino médio: estudantes universitários, pais, professores. Essa categoria só participa da Fase 1, não avança para as fases seguintes.

PREPARE-SE
Veja aqui materiais que vão te ajudar a se preparar para esse processo de transformação!
/

Questões

Exemplos de Questões

Ver Questões
/

Syllabus

Disciplinas e conhecimentos que serão tratados na prova

/ Baixar
/
BAIXE O APP
E FAÇA SUA PROVA
DOWNLOAD EM:
//
INSPIRE-SE

Instituto Vertere

O Instituto Vertere está envolvido desde sua fundação com a realização e o incentivo a olimpíadas do conhecimento. Ele trouxe a tecnologia para a realização de olimpíadas do conhecimento, permitindo a realização de provas através de aplicativos digitais, que possibilitam a participação de alunos nos mais remotos cantos do país, expandindo a cultura olímpica, promovendo a inclusão e a inovação e dando escalabilidade para a realização das provas. Agora, em parceria com a Companhia das Letras, o Instituto Vertere inova mais uma vez nos processos olímpicos, trazendo a primeira olimpíada do século 21.

A Sapientia busca despertar questionamentos e conhecimentos em torno das novas habilidades do século 21, utilizando a agenda 2030 da ONU como base para discutir as questões mais relevantes para o nosso presente e futuro. Do ponto de vista pedagógico a olimpíada inova ao trabalhar os conteúdos de modo multidisciplinar e, também, trabalha uma concepção ampliada de inteligência, convocando os alunos a desenvolver habilidades não só cognitivas, mas interpessoais, intrapessoais, linguística, espacial, comunicativa etc.

Companhia das Letras

O processo de aprendizado está se transformando rapidamente e a Companhia das Letras vê na Sapientia - Olimpiada do Futuro um caminho inovador de se aproximar dessas mudanças profundas no conhecimento. A temática da Sapientia é inédita em Olimpíadas do mundo inteiro, baseada na Agenda 2030 da ONU. São temas atualíssimos e interdisciplinares, como a sustentabilidade e o STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), que são enfocados pelo importante historiador e pensador contemporâneo Yuval Noah Harari. É uma oportunidade rara de engajar estudantes, pais, professores e escolas em discussões e que definirão os rumos do planeta nas próximas décadas.

Yuval Noah Harari

É um professor israelense de História e autor dos best-sellers internacionais Sapiens: Uma breve história da humanidade e Homo Deus – Uma Breve História do Amanhã. Seu mais recente livro, 21 lições para o século 21, trata sobre o desafio de manter o foco coletivo e individual em face a mudanças frequentes e desconcertantes. Seríamos ainda capazes de entender o mundo que criamos?

21 lições do século 21

Suzana Herculano-Houzel

É bióloga formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e autora de vários livros de divulgação científica sobre neurociência. Sua pesquisa sobre o número de neurônios que o cérebro humano possui ganhou destaque internacional. A partir de uma amostra de "sopa cerebral", contou e classificou a quantidade de núcleos celulares pertencentes aos neurônios e concluiu que o cérebro humano possui 86 bilhões de neurônios, ou seja, 14 bilhões a menos do que se acreditava anteriormente. Atualmente, é professora da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos, e colunista do jornal Folha de S.Paulo. Suzana sugere que foi a invenção do cozimento pelos nossos antepassados que permitiu aos seres humanos desenvolverem o maior cérebro dos primatas, pois o alimento cozido produz mais energia metabólica.

A evolução cognitiva e as revoluções tecnológicas

REALIZAÇÃO

Instituto VertereGrupo Compainha das Letras
Curta nossa página no FacebookSiga-nos no InstagramSiga-nos no Instagram
Sapientia – Olimpíada do Futuro
///
CLASSIFICAÇÃO
FASE 3